CALIBRE DA SEMANA: 9mm Parabellum

Bom dia, boa tarde ou boa noite leitores, este é o primeiro Calibre da Semana do ano de 2015, e como tal pretendo falar sobre um calibre amplamente usado lá fora, mas que para nós, infelizmente, é totalmente restrito aos nossos militares das forças armadas e policiais federais, armas neste calibre podem ser adquiridas por colecionadores também, mas estes não podem fazer uso delas, nem mesmo em estande. Caso alguém ainda não tenha descoberto, falaremos hoje sobre o 9mm Parabellum.

O calibre 9mm Parabelum, também conhecido como 9mm Luger, foi desenvolvido por Georg Luger, em 1901, já no final de sua carreira. Mas para falarmos de sua criação, devemos voltar antes dele desenvolver este calibre, quando juntamente com Hugo Borchardt criaram o calibre 7,65 Borchardt em 1893. Este calibre se tornou o primeiro calibre comercialmente viável para pistolas semi-automáticas. A pistola Borchardt C93, que calçava este calibre, foi amplamente difundida, mas um pequeno fabricante de armas, Mauser, pegou o projeto desta arma e o melhorou, criando a Mauser Broomhandle C96, que nada mais foi do que uma versão melhorada da C93.

25247066_01_Borchardt_C93
Pistola Borchardt C93

Devido a criação desta arma, Borchardt e Luger estavam inclinados a criar uma pistola nova e ainda melhor. Em 1900 Luger e Borchardt criaram o modelo de pistola 1900. Esta arma, que foi comprada em pequenos lotes pelo Exército Suiço,  ainda usava o calibre 7,65 Borchardt, os militares Suiços consideravam-no muito pequeno e lento, Luger então se prontificou em criar um novo calibre.

Com a munição 7,65 Borchardt em mãos, Luger removeu o design afunilado desta munição, diminuindo sua cápsula e aumentando seu diâmetro, fazendo com que ela aceitasse um projétil mais grosso, de 9mm. Luger nomeou este calibre de 9mm Parabellum após escutar um antigo provérbio latino, dito por Publius Flavius Vegetius Renatus, o provérbio foi escrito no Livro 3 De Re Millitari, no século 4 ou 5DC, “Si Vis Pacem, Para Bellum” Se queres Paz, prepara-te para a guerra”, e assim foi nomeado o calibre 9mm Parabellum, um calibre para a guerra.

stock5
Mauser Broomhandle C96

Ao mesmo tempo que Luger criava o 9mm, um outro produtor criava novas pistolas. Browning criava  o modelo 1900 da Colt, no calibre .38 ACP, que era basicamente a mesma coisa que o calibre 9mm Parabellum.

Em 1902, a Smith & Wesson estreava o calibre .38 SPL. Enquanto Browning introduzia no mercado o .38 ACP e a S&W o .38, Luger já havia colocado o calibre 9mm juntamente com as pistolas Luger em cenário mundial.

Luger-M1900
DWM Luger M1900 em 7,65 Borchardt

Em 1904 a Marinha Alemã adotou as pistolas Luger como arma secundária principal. Em 1908, o Exército fez a mesma coisa. O calibre se mostrou muito popular durante as duas Grandes Guerras, com diversas pistolas feitas ou adaptadas para este calibre. Os nazistas criaram instalações para produzir munições 9mm durante a guerra, e quando ela acabou, algumas destas instalações permaneceram ativas.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, os países da OTAN resolveram adotar o 9mm Parabellum como calibre padrão de suas forças simplesmente por ter muita infraestrutura para a produção deste calibre. Esta decisão fez com que o 9mm fosse adotado rapidamente por quase todas as forças militares do mundo, levando ao desenvolvimento de renomadas pistolas como a Beretta 92FS em 1976 e da CZ 75 em 1975. Dez anos depois, em 1985, o Exército Americano adotou a pistola Beretta M9 como arma padrão, esta pistola, obviamente, usava o calibre 9mm Parabellum, completando assim a dominação mundial do 9mm.

d39707c49257ed49bfb7a36625e1eea6
Pistola DWM Luger P08 em 9mm Parabellum

O calibre 9mm tem diversos nomes, foi chamado na europa por 9mm Bayard, 9mm Gilsenti e 9mm Steyer. Nos EUA é mais conhecido como 9mm Luger, a OTAN entrou neste cenário e esclareceu que todos estes nomes se referiam, na verdadem ao mesmo calibre, o 9x19mm ou 9mm Parabellum (9mmP).

Existem diversas variações de 9mm, dentre eles o 9x17mm, também conhecido como .380 ACP/9mm Kurtz/9mm Browning; 9x18mm, também conhecido como 9mm Makarov; 9x23mm, conhecido como 9mm Largo. Existem outras variações, algumas obsoletas outras ainda em uso, mas não são interessantes de se discutir neste artigo, talvez em um próximo falaremos um pouco sobre calibres em desuso e posso citar alguns deles.

O 9mm Luger é um calibre amplamente usado por inúmeras forças militares e policiais de todo o mundo, além de ser um dos principais calibres usados em competições desportivas, mas infelizmente não pode ser usado por civis brasileiros, nem mesmo os esportistas, pois é considerado um calibre restrito. As armas neste calibre, assim como suas munições, só podem ser adquiridas por Militares das Forças Armadas, Policiais Federais e Colecionadores, mas estes, raríssimas vezes tem a autorização de adquirir munição para disparar estas armas e muito menos tem autorização do Exército para transportá-las a até um clube de tiro.

Se você gostou deste artigo, por favor, compartilhe-o com seus amigos!

Criador do blog Firearms Brasil. Atirador Informal, Técnico em Informática, mineiro e apaixonado pelo mundo das Armas de Fogo.

3 COMENTÁRIOS NO ARTIGO: “CALIBRE DA SEMANA: 9mm Parabellum

  1. olá queria saber a arma brauser c 96 funciona com qual munição? meu esposo arruma armas de colecionadores,faz a restauração,é a 9 mm mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *