CALIBRE DA SEMANA: .44 MAGNUM

Boa tarde a todos, essa semana tivemos um imprevisto e nosso blog ficou fora do ar por algumas horas, mas o problema fo solucionado e cá estamos de volta. O “Calibre da Semana” de hoje foi uma sugestão de um leitor em nossa página do facebook, hoje, falaremos do famoso .44 Magnum.

O calibre .44 Magnum, também conhecido como .44 Remington Magnum, foi um calibre produzido em 1955, e teve seu primeiro desenho em 1950. Ele surgiu a partir da recarga do calibre .44 Special, quando faziam a recarga colocando projéteis mais pesados que os comumente usados, e aumentando sua carga para que atingisse velocidades acima do normal para ter uma performance melhor enquanto caçavam. Uma das pessoas que faziam esta recarga era Elmer Keith, escritor e aventureiro do século 20.

Elmer Keith usou o. 44 Special como base de sua experiência. Na época, a variedade de projéteis para a recarga do .44 era grande, e a cápsula do .44 Special era mais grossa e forte do que a do .45ACP, aguentava maiores pressões, e possuía um diâmetro menor que a do .45. O tambor de revólveres que tinham mesmo tamanho do .45 ACP, os em .44 Special eram mais “reforçados” e por isso aguentavam maiores pressões exercidas pelo calibre e por isso tinha menos risco de explodir e ferir ou até mesmo matar quem o estivesse manuseando.

image.axd
Revólver Smith & Wesson mod. 29 .44 Magnum, usado por Clint Eastwood no filme Dirty Harry.

Keith encorajou a Smith & Wesson e a Remington a produzir versões comerciais deste novo calibre de alta pressão, e a produzir também, revólveres neste mesmo calibre. O primeiro modelo de revólver em .44 Magnum que a Smith & Wesson produziu foi o Modelo 29, produzido em 15 de Dezembro de 1955, foi anunciado ao público no dia 19 do mesmo mês e era vendido a US$140,00. Julian Hatcher (Editor Técnico da revista “American Rifleman”) e Elmer Keith, receberam, cada um, um modelo deste revólver, e em 1956 saiu as primeiras impressões, tidas pelo autor, da arma, o artigo escrito por Hatcher saiu na revista na qual era Editor. Em 1956 a marca produziu 3.100 armas deste mesmo modelo.

blackhawk
Ruger Blackhawk em .44 Magnum

No verão de 1956, a Ruger tomou conhecimento do projeto deste calibre e começou a trabalhar em seu revólver de ação simples que seria feito em .44 Magnum, o Ruger Blackhawk. Algumas pessoas dizem que um funcionário da empresa encontrou uma munição marcada como “.44 Remington Magnum” e entregou esta munição a Bill Ruger, outros dizem que um funcionário da Remington entregou a ele algumas amostras desta munição.  O fato é que a Ruger começou a vender sua arma no final de Novembro do mesmo ano.

A cápsula do .44 Magnum, é um pouco maior que a do .44 Special, não por precisar de mais propelente, mas para prevenir que sua munição fosse usada nas armas em .44 Special, pois estas armas eram mais fracas e não aguentariam as pressões deste novo calibre.

O .44 Magnum teve sucesso imediato, e as armas que “descenderam” do Smith & Wesson mod. 29, como o Ruger Blackhawk, ainda estão em produção, além de inúmeras outras, feitas para este calibre. O que mais contribuiu para a popularização do calibre e do revólver modelo 29 da Smith & Wesson, foi o filme Dirty Harry, estrelado por Clint Eastwood, no filme, seu personagem usava este mesmo modelo de revólver e dizia ser “a arma mais poderosa do mundo”.

Ruger_Deerstalker44
Ruger Deerstalker em .44 Magnum

A Ruger produziu sua primeira arma longa semi-automática em .44 Magnum ano ano 1959. A Marlin seguiu a empresa, e no mesmo ano lançou uma carabina por ação de alavanca, modelo 1894 em .44 Magnum. Ter revólveres e carabinas com o mesmo calibre é uma tradição, isso se chama “Dual-purpose use”, o calibre .44-40 foi

photo_1894
Marlin modelo 1894 em .44 MAgnum

introduzido pela Winchester no ano de 1873, em uma carabina de ação por alavanca, e em 1878 a Colt produziu seu primeiro revólver no mesmo calibre. Os calibres .38-40 e .32-20 Winchester eram usados em ambos os tipos de armas também, deixando que o atirador escolhesse o tipo de arma que queria usar para aquele mesmo calibre.

O .44 Magnum foi criado para caça de animais médios como o Alce. Com um tiro certeiro e uma penetração profuna, este calibre é usado para caça até de animais grandes, como o Bufalo Africano (Cape Buffalo). O publicitário Robert E. Petersen bateu o recorde ao caçar um urso polar com este calibre.

 

 

Se você gostou deste artigo, por favor, compartilhe-o com seus amigos!

Criador do blog Firearms Brasil. CAC vinculado à 4RM, mineiro e apaixonado pelo mundo das Armas de Fogo.

3 COMENTÁRIOS NO ARTIGO: “CALIBRE DA SEMANA: .44 MAGNUM

  1. Precisamos da permissão desses calibres , 44,45,7.62 e 357 pois os mal feitores ja possuem essa permissão deixando para a policia e forças armadas os calibres .30 acima.

    1. Então amigo…rifles semi automáticos em calibre restrito são proibidos pelo EB, infelizmente. Faça como eu, compre uma carabina Puma em calibre .44 Mag, é a única opção que temos…
      Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *